top of page
  • Foto do escritorSobretrilhos

Trilhos estão sendo implantados no novo trecho do VLT da Baixada Santista

Canal iTechdrones realizou um sobrevoo pela região e registrou um dos trechos da 2ª Fase do VLT com trilhos. Investimento na obra é de R$ 217 milhões


As obras da segunda fase do VLT da Baixada Santista estão avançando. Já é possível notar a presença de trilhos que estão sendo instalados gradualmente em alguns pontos do novo trecho.


O canal iTechdrones realizou um sobrevoo pela região e mostrou a evolução da obra. O novo trecho do VLT deverá passar pela região central de Santos.


É possível visualizar que a via do VLT na região central será singela, ou seja, contará com apenas uma linha. A ideia é de que neste trecho o VLT atue como um sistema de transporte circular partindo da estação Conselheiro Nébias até a região central de Santos.



Nas imagens aéreas nota-se que parte da Rua da Constituição está recebendo o tratamento necessário para o assentamento das novas vias ferroviárias.


Na região da estação Universidades 2 já é possível ver um trecho com trilhos assentados sobre uma laje de concreto. Esse tipo de via confere maior estabilidade ao trem e menor custo de manutenção.


Também é possível visualizar a nova estação Universidades 2. Algumas das características mais importantes das novas estações do VLT é o atendimento unidirecional, ou seja, as estações terão apenas um sentido de tráfego.


As estações do VLT são estruturas cobertas que possuem portas de plataforma, linha de bloqueios e cobertura. Um sistema de câmeras internas realiza a vigilância do ambiente. Outra característica importante é o nível adequado entre o trem e a plataforma permitindo maior acessibilidade.



Nas imagens aéreas pode-se visualizar parte do traçado futuro do VLT o qual ainda não está com trilhos assentados. Nos cruzamentos os trilhos serão instalados de forma a permitir tanto a passagem de veículos rodoviários como do VLT.


A segunda fase de implantação do VLT da Baixada Santista deverá contar com 14 novas estações e capacidade para transportar até 35 mil passageiros por dia. O investimento para a implantação deste novo trecho é da ordem de R$ 217 milhões.



bottom of page