top of page
  • Foto do escritorSobretrilhos

Teresina anuncia "tarifa zero" para os mais pobres

Projeto prevê mudança nas concessões e financiamento por meio dos empregadores da cidade. Medida tem potencial para solucionar a crise no transporte local.


Ônibus em terminal de Teresina: gratuidade anunciada

A Prefeitura de Teresina (PI) divulgou hoje (11) detalhes de um programa para garantir a tarifa zero no transporte público municipal para as pessoas de baixa renda.

O anúncio foi feito pelo próprio prefeito José Pessoa Leal (Dr. Pessoa, do Republicanos). “Será um programa municipal de passe livre para as pessoas em vulnerabilidade social, que não tem condição de ir e vir. Por um mês, andei em São Paulo e Brasília, pegando informações saudáveis e republicanas para que as pessoas, os trabalhadores simples, os desempregados, tenham a oportunidade de andar no transporte público”, disse o prefeito, que espera colocar a medida em prática a partir do mês de março. Para isso, será necessário que a Câmara Municipal aprove alterações na legislação da cidade, no que diz respeito ao Fundo do Transporte, acrescentou o gestor municipal.

O secretário de Governo, André Lopes, explicou que o programa será financiado pelos empregadores, substituindo o "vale transporte" por uma contribuição correspondente ao número de funcionários de cada empresa. Lopes também antecipou que a Prefeitura vai alterar o modelo de contrato das concessões: "As empresas serão remuneradas pelos quilômetros rodados por seus ônibus e não mais por passageiros. Caberá à Prefeitura dimensionar o número e a frequência de ônibus em cada linha", explicou. As projeções indicam que a gratuidade possa beneficiar pelo menos 100 mil pessoas na capital piauiense.

Terminais seguem fechados

A informação foi enviada hoje ao Mobilize chegou por meio de Luan Rusvell, nosso parceiro na cidade. Ele considera que "a proposta é um avanço para a cidade, mas lembra que a maioria das linhas periféricas estão desassistidas pelas empresas de ônibus e que se isso não for resolvido o benefício poderá não alcançar essas pessoas. Sem perspectiva de melhorias estruturais, os oito terminais de ônibus continuam fechados e pelo menos metade das estações de transbordo estão depredadas e desativadas. Há dois anos, Teresina vive uma crise permanente nso transportes públicos, o que obriga a população a recorrer a vans informais, que cobram tarifas mais altas que as dos ônibus oficiais.

Veja um vídeo do Legislativo PI, com mais detalhes da proposta:



bottom of page