top of page
  • Foto do escritorSobretrilhos

Saiba onde recarregar seu carro elétrico sem custo em espaços seguros e de conveniência

A entrada de novos players aumenta a oferta de carregadores públicos e semipúblicos pelo País


Por Ju Cabrini

Assaí Atacadista instalou 37 carregadores em sua rede. O plano é chegar a 90 unidades. Foto: Divulgação Assaí

De acordo com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), nos primeiros dez meses deste ano, foram emplacados 114 diferentes modelos de veículo eletrificado leve (híbridos e elétricos plug-in), totalizando 38.663 unidades. A entidade afirma que, no acumulado do ano, as vendas devem ser superiores em até 31%, em relação a 2021, atingindo cerca de 45 mil exemplares. Ao todo, o País já tem um parque circulante de mais de 115 mil unidades eletrificadas.


A infraestrutura de recarga está acompanhando a evolução do mercado de veículos elétricos plug-in, no Brasil

Com as vendas crescendo em ritmo acelerado, a dúvida que fica é se a infraestrutura irá acompanhar essa demanda. Grande parte dos proprietários faz a recarga no próprio domicílio, normalmente, durante a noite. Mas a infraestrutura pública e semipública é uma necessidade para casos de emergência ou mesmo de viagem.

Atualmente, segundo a ABVE, existem mais de 2.800 eletropostos públicos e semipúblicos em operação, além da rede de recarga privada das concessionárias de veículos elétricos. “Deveremos chegar a mais de 3.000 eletropostos nessa modalidade até o final de 2022. E, segundo estimativa de nossos associados, atingiremos a marca de 10.000 em três anos. O fato é que a infraestrutura de recarga está acompanhando a evolução do mercado de veículos elétricos plug-in, no Brasil”, conclui Adalberto Maluf, presidente da ABVE.


Crescimento acelerado

São várias as empresas e os aplicativos que oferecem o serviço de recarga. O Osten Group, um conglomerado automotivo do mercado premium, por exemplo, acaba de instalar 15 BMW i Wallbox Plus na cidade de São Paulo, na Baixada Santista e no Vale do Paraíba.

Os equipamentos têm capacidade de até 22 kW e plug-ins tipo 2, que pode ser utilizado por veículos de qualquer marca. As unidades foram instaladas em estabelecimentos públicos, como mercados e shopping centers, e estão disponíveis para uso, sem custo para o consumidor. O plano é encerrar 2022 com 25 pontos.

Também cresce, em ritmo acelerado, o número de aplicativos que identificam a localização dos pontos de recarga. Até pouco tempo atrás, os aplicativos genéricos como o Google Maps e o Plugshare eram uma das poucas fontes de informação para os usuários.

Hoje, existem vários aplicativos específicos para eletromobilidade, como Wecharge, Neocharge, Corredor Verde (Neoenergia), Zletric, EDP EV Charge, Tupinambá, Ezvolt e Plugshare. Além disso, o Sem Parar incorporou, ao seu SuperApp, um serviço de geolocalização de eletropostos e garante que mapeou mais de 1.120 unidades, em todo o Brasil.


Compras e conveniência

Não é de hoje que as redes de supermercados investem em recarga de conveniência para seus clientes. Um dos primeiros a implantar eletropostos em suas lojas foi o Pão de Açúcar, ainda em 2016. Atualmente, a rede conta com 40 unidades, em 22 cidades brasileiras.

Em setembro, o Assaí Atacadista informou que instalará eletropostos de 22 kW com plug-in tipo 2 (corrente alternada) para recarga gratuita, em 30 lojas da rede, em 13 Estados brasileiros. No total, serão 90 carregadores, sendo que os 37 iniciais já estão em funcionamento no Assaí Anhanguera. As demais lojas serão contempladas até o final deste ano e no primeiro semestre de 2023. Veja abaixo onde recarregar seu carro sem custo em espaços seguros e com possibilidade de compras.



bottom of page