top of page
  • Foto do escritorSobretrilhos

Exportação de milho pelo porto de Paranaguá cresceu mais de 300% em janeiro


Imagem: DC Logistics Brasil

Os embarques de milho pelo porto de Paranaguá e Antonina (PR) totalizaram 629,9 mil toneladas, um aumento de 388% se comparado com o mesmo período do ano passado, segundo informações da Portos do Paraná.


Já as exportações de soja diminuíram 47%, totalizando 346,8 mil toneladas. Ainda assim, o porto foi a principal rota de escoamento da oleaginosa no Brasil em janeiro, a frente dos volumes movimentados nos portos de Rio Grande (263.365 toneladas), Salvador (71.396) e Vitória (56.180 toneladas).


Com esse cenário, as exportações de granéis sólidos via porto de Paranaguá cresceram 12,8%, chegando a 1,2 milhão de toneladas.


“A demanda do segmento dos granéis vegetais de exportação vem intensa desde o final de 2022. Neste ano, não tivemos nenhum período de ociosidade no embarque pelo Corredor Leste”, afirma o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.


No mês passado, a movimentação de caminhões no pátio de triagem do porto de Paranaguá chegou ao maior patamar desde 2016. Foram 29,6 mil veículos no local para descarregar soja, milho e farelo de soja nos terminais paraenses. O recorde para o mês na ocupação de vagas do local, registrado há sete anos, foi de cerca de 30 mil caminhões. O número de 2023 é quase 15% maior que o registrado em 2022, quando foram 25,8 mil transportadores recebidos.


Fonte: ABIFER

bottom of page