top of page
  • Foto do escritorSobretrilhos

Carros elétricos: Montadores estão “simplesmente esgotadas” devido a alta demanda dos veículos

Atualizado: 11 de jan. de 2023

*Fonte: Renan Nunes para o portal MONEY TIMES - 17/05/2022


Os carros elétricos já eram a promessa para o futuro da indústria automotiva há alguns anos.


Entretanto, desde o início da pandemia — apesar da crise de fornecimento enfrentada pelo setor —, o aumento pela demanda desses veículos cresceu, e muito.


De acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), a venda de carros elétricos e híbridos (que combinam motores a combustão e eletricidade) cresceram 78% no primeiro trimestre de 2022 em comparação ao mesmo período do ano passado.



Porsche Taycan é um dos veículos elétricos que enfrenta escassez diante da alta demanda Imagem: Shutterstock/VanderWolf Images


Com a crescente no número de elétricos sendo vendidos, as montadoras que possuem carros dessa categoria em seu portfólio estão enfrentando sérios problemas para entregar os veículos na mesma proporção em que são demandadas.


Segundo lideranças do setor, em partes, o problema pode ser atribuído a crise dos semicondutores, que se estendeu para indústria de tecnologia e afeta boa parte da indústria desde março de 2020, até a escassez na mão de obra observada nos principais mercados globais.


O problema em questão foi abordado de maneira muito objetiva pelo CEO do Grupo Volkswagen, Herbert Diess, em uma conferência no início deste mês. Segundo o executivo, a empresa estaria “simplesmente esgotada” de seus veículos elétricos nos Estados Unidos e Europa.


Ainda em processo de eletrificação, nem todas as marcas de veículos com abrangência global possuem carros elétricos disponíveis em seus catálogos. O Grupo Volkswagen, por exemplo, é um dos maiores conglomerados do segmento, com modelos como Porsche Taycan, Volkswagen ID.4 e Audi E-Tron.


E não para por aí. Além dos veículos leves, modelos de carga também entraram na lista de automóveis movidos a energia elétrica mais cobiçados do mercado. A Ford (F; FDMO34), por exemplo, encerou as vendas de seu primeiro caminhão elétrico após alcançar a marca de 200 mil unidades encomendadas.


A própria Tesla (TSLA; TSLA34), comandada pelo bilionário Elon Musk, expandiu consideravelmente sua capacidade de produção no último ano. Porém, ainda assim, possui previsão de entrega para seus principais modelos – os Model 3, X e S – entre dezembro deste ano e o início de 2023.


Para especialistas, as declarações das montadoras combinam um real crescimento na demanda por esses veículos e algumas jogadas de relações públicas. Ainda assim, apesar das ressalvas, é inegável que o crescimento exponencial do setor tem atraído não apenas os motoristas, mas também grandes investimentos.



bottom of page