Informação e Mobilidade

MRS PASSA A TRANSPORTAR CONTÊINERES EM VAGÕES GÔNDOLA

MRS PASSA A TRANSPORTAR CONTÊINERES EM VAGÕES GÔNDOLA

sobretrilhos_mrs_conteineresA busca por soluções e alternativas para atender à demanda dos clientes tem sido constante e intensa na MRS. Recentemente, a empresa inaugurou uma nova forma de transporte ferroviário de contêineres. Eles foram posicionados em vagões gôndola, especialmente, adaptados para receber a carga. Doze vagões passaram por essa transformação e 10 TEU foram transportados do terminal da MTO, no pátio do Arará (RJ), até o terminal da Tora, em Belo Horizonte (MG).

“Com esta adaptação, conseguimos incrementar nossa capacidade e geramos valor para os clientes. É mais um ótimo exemplo de que pensar fora da caixa pode trazer bons resultados, um pensamento que continuará nos acompanhando durante todo o ano de 2018”, completa o gerente de Contas Comerciais – Pós Venda, Rodrigo Carneiro, confiante no trabalho estruturado para este ano.

Busca por soluções – A adaptação pela qual os vagões passaram foi de soldagem de anteparos para fixação do contêiner no vagão e bloqueio de abertura da porta do contêiner, o que garante a segurança da carga. A operação, que não elimina a possibilidade de transportar outros tipos de carga com os mesmos vagões, foi realizada na rota Rio de Janeiro-Belo Horizonte, uma das regiões mais industrializadas do país que, hoje, ainda não usufrui plenamente do potencial e dos atributos que a ferrovia oferece, como custo, aproximadamente, 20% inferior, maior segurança operacional e da carga, menor footprint, entre outros.

“Para que se tenha uma ideia, a MRS atingiu, em 2017, volume próximo a 17 milhões de toneladas somente de Carga Geral própria, aquela proveniente de contratos diretos com a empresa. Isto representa um aumento aproximado de 11% com relação ao ano anterior. Se considerarmos apenas as cargas conteinerizadas, o incremento foi de quase 10% no mesmo período, alcançando 84 mil TEU, resultado que coloca a MRS entre as maiores operadoras terrestres de contêineres do país. Esses números são uma evidência bem clara de que a MRS tem sido procurada, cada vez mais, por nossa capacidade de estruturar soluções integradas, confiáveis e seguras para nossos clientes”, finaliza Guilherme Alvisi, gerente geral de Negócios – Carga Geral da MRS. Fonte: Assessoria MRS

sobretrilhos

Revista híbrida com abordagens jornalísticas e técnicas. A circulação é controlada e dirigida a todos os segmentos de transporte de passageiros e logística. Aposta-se em uma linha editorial que vá além dos trilhos, trazendo informações e conceitos sobre infraestrutura, intermodalidade, urbanização e cidades inteligentes.

Top