Informação e Mobilidade

Metrô promove a campanha Corte e Compartilhe durante o Outubro Rosa

Metrô promove a campanha Corte e Compartilhe durante o Outubro Rosa

Pessoas interessadas em doar as mechas para confecção de perucas a mulheres em tratamento de câncer de mama podem ir à estação Central do metrô

outubro-rosaO Correio Brasiliense fez uma publicação, ontem, sobre uma campanha do Metrô-DF  realizada a partir do Outubro Rosa.

Muitas mulheres acreditam que o cabelo é parte essencial de sua aparência. Para outras, não ter aqueles longos fios é resultado de muita luta. Promovida pelo Metrô do Distrito Federal, a campanha Corte e Compartilhe volta em 2017 com novidades e com a esperança de resultados que superem a ação do ano passado.

Com início marcado para esta segunda-feira (9/10), às 9h, a ação busca conscientizar usuários do metrô para a importância da doação de cabelos para a confecção de perucas para mulheres que realizam tratamento contra o câncer de mama. Em 2016, a campanha arrecadou 649 mechas de cabelos, matéria-prima que deu origem a mais de 500 perucas.

O Instituto Hélio está nos pontos de coleta com equipes formadas por alunos responsáveis por realizar o corte de cabelos de todos que estiverem dispostos a doar.

Para o presidente do Metrô do DF, Marcelo Dourado, a campanha traz à tona a importância de um debate que ainda pode parecer tabu para algumas pessoas. “Me emocionou ver como a população abraçou a ideia no ano passado e, agora, esperamos que os resultados sejam melhores ainda. É necessário que o Outubro Rosa se estenda por todos os meses do ano, a discussão é muito importante e, quanto mais a população se conscientizar, mais resultados positivos teremos ao longo dos anos”, comenta.

Já as perucas são produzidas por uma ONG que mantém a parceria com o Metrô para a campanha. Segundo Vera Lúcia Bezerra, coordenadora dos voluntários da Rede Feminina de Combate ao Câncer, a produção das perucas fica por conta dos voluntários que atuam na ONG. “Nós da rede buscamos ajudar mulheres com câncer em todos os aspectos, a confecção de perucas é um dos nossos trabalhos mais importantes aqui”, explica.

Ação

Em uma hora, cerca de seis pessoas estiveram no local para realizar a doação. Segundo Fabiana Dias, gestora do Instituto Helio relata que é a terceira vez que a açao esta no Metrô. “São oito alunos do Instituto que estao realizando os cortes. Eles aprendem que tem que compartilhar com outros o que receberam em forma de ensinamento. É uma média de 100 mechas por dia em época de campanha”, disse.

Nesta terça-feira (10/10) é o lançamento oficial. Nos dias 24, 26 e 31 continua a campanha, ainda no metrô. Além das mechas femininas, a Fabiana também explica que os cabelos masculinos também são bem-vindos. “Os homens tambem tem cabelos bonitos e todos tem uma mulher ao lado, a mãe. Precisam saber da importancia de realizar a doaçao”, convida ela.

A estudante da área de saúde Rielle de Souza, 22 anos, também fez a doação. Ela estava passando no metrô, quando parou para ver de que se tratava o estande montado na área Central. “Eles me disseram que era para doar. Achei muito importante a causa e resolvi aderir. Já ia pagar para cortar e provavelmente, jogariam fora. Aqui vai ser muito bem aproveitado. Ja tive amigas que tiveram câncer e sei como fica a auto estima”, contou. Ela relata que faz acompanhamento médico anual e incentiva mais pessoas a procurarem acompanhamento e a doarem seus cabelos. “Venham e doem. Eu amei meu novo corte de cabelo e estou feliz em ajudar. Cabelo cresce de novo”, finalizou.

A importância da doação

Jacqueline de Lima, 22, deixava seus cabelos crescerem há pelo menos seis anos, o máximo que uma tesoura cortou durante o período em que ela cultivava seus longos fios não passava das pontinhas. Por mais que seu apego ao cabelo fosse grande, em um certo momento ela percebeu que todo esse comprimento poderia ser útil para outra pessoa caso caísse nas mãos certas. “Chegou um momento que eu desapeguei e vi que com isso eu poderia ajudar outras pessoas. Muitas mulheres durante o tratamento de câncer perdem seus cabelos e sentem a sua autoestima diminuir, já que o cabelo pode ser um símbolo de feminilidade”, relata.

“Como meu cabelo estava grande, decidi doar para ajudar algumas dessas mulheres. Sei que esse gesto não vai curá-las, mas pode ser um começo para que elas lutem por si e não desistam”, completa. A jovem destaca que ainda tem vontade de realizar uma nova doação e que, com a campanha que está sendo promovida, essa pode ser uma ótima oportunidade.

Novidades

O Grupo Acreditar Oncologia D’Or também se uniu à campanha e promete trazer algo inovador para quem passar pelos locais em que as doações podem ser feitas. O grupo vai lançar a campanha “Peitos. É isso mesmo, só queremos chamar a sua atenção”, que, de forma lúdica e explicativa, mostrará aos usuários do metrô que, muitas vezes, as dúvidas que se tem sobre o câncer de mama podem ser mais simples do que imaginam.

Além disso, os profissionais vão orientar mulheres sobre como realizar o autoexame. Na ocasião também serão distribuídos informativos sobre a doença.

Como doar

A partir desta segunda, das 9h às 17h, até o dia 17, na estação central do metrô. Após uma breve pausa, a campanha volta, de 23 a 31 de outubro. O lançamento oficial da campanha será em 10 de outubro, às 9h30, também na estação central.

sobretrilhos

Revista híbrida com abordagens jornalísticas e técnicas. A circulação é controlada e dirigida a todos os segmentos de transporte de passageiros e logística. Aposta-se em uma linha editorial que vá além dos trilhos, trazendo informações e conceitos sobre infraestrutura, intermodalidade, urbanização e cidades inteligentes.

Top