Informação e Mobilidade

    ...
    sobretrilhos-antp-logo
    ANTP

    A quem deve servir a cidade? – Alexandre Pelegi

    É comum atribuir-se ao congestionamento o papel de vilão na perda de competitividade de uma cidade. Debita-se na conta do trânsito, com todas as suas externalidades, a principal responsabilidade por situações negativas que impactam a economia. As horas em que as pessoas ficam presas em seus carros passaram a configurar os grandes vetores negativos que..

    9 de fevereiro de 2017
    ...
    sobretrilhos-antp-logo
    ANTP

    Sem conexão não há solução – Alexandre Pelegi

    O serviço de ônibus depende essencialmente de um insumo: o sistema viário das cidades. “Dê-me ruas livres e eu trafegarei na velocidade possível e segura”, diria qualquer operador. No entanto, o grande problema da velocidade de qualquer sistema de ônibus tradicional está justamente na ausência dessa exclusividade: ao ter que dividir espaço com carros, motocicletas..

    8 de fevereiro de 2017
    ...
    sobretrilhos-antp-logo
    ANTP

    Menos é mais – Alexandre Pelegi

    “É preciso entender que o BRT – Bus Rapid Transit é um excelente meio de transporte para áreas com média capacidade, fluxo de 15 mil a 40 mil pessoas/hora/sentido. Além disso, o transbordo custa caro em termos de danos psicológicos e produtividade aos passageiros. No Brasil, onde há 85% de área urbana, enquanto a média..

    8 de fevereiro de 2017
    ...
    sobretrilhos-antp-logo
    ANTP

    A Hora e a vez do Transporte Público Sustentável – Ailton Brasiliense Pires

    Queremos de fato mudar nossa cidade? O cidadão parece resistente quando mudar seus hábitos e seu comportamento social implica de imediato em comprometer-se com o interesse coletivo. A resistência à mudança tem origem num modelo de cidade que privilegia e estimula o individualismo. Não à toa o maior símbolo de desejo do brasileiro é o automóvel. Famílias medem o..

    3 de fevereiro de 2017
    ...
    sobretrilhos-antp-logo
    ANTP

    Ainda é preciso justificar a prioridade aos transportes públicos? – Ailton Brasiliense

    Nas últimas eleições, em diversas cidades brasileiras, priorizar a construção de trilhos e pneus virou mote de campanha. Um candidato promete mais que outro, porém sem nenhum compromisso. Eles não têm a menor compreensão das consequências do que deixam de fazer e do quanto comprometem a qualidade de vida das pessoas: aumentam os tempos de..

    2 de fevereiro de 2017
    ...
    sobretrilhos-antp-logo
    ANTP

    “O metrô é caro. Por que não o BRT?” – por Ailton Brasiliense

    Vez ou outra, alguém, mal formado e/ou mal informado – se não mal intencionado, retoma esta frase: “o metrô é caro, por que não o BRT?”. E mais, completam suas teses afirmando que o BRT é mais barato. O BRT tem vantagens competitivas, que não precisam de falsas afirmações para se estabelecer como uma forma..

    2 de fevereiro de 2017
  • ANTP

    O metrô é caro. Por que não o BRT?

    Vez ou outra, alguém, mal formado e/ou mal informado – se não mal intencionado, retoma esta frase: “o metrô é caro, por que não o BRT?”. E mais, completam suas teses afirmando que o BRT é mais barato. O BRT tem vantagens competitivas, que não precisam de falsas afirmações para se estabelecer como uma forma..

    29 de janeiro de 2016
  • ANTP

    Ainda é preciso justificar a prioridade aos transportes públicos?

    Nas últimas eleições, em diversas cidades brasileiras, priorizar a construção de trilhos e pneus virou mote de campanha. Um candidato promete mais que outro, porém sem nenhum compromisso. Eles não têm a menor compreensão das consequências do que deixam de fazer e do quanto comprometem a qualidade de vida das pessoas: aumentam os tempos de..

    29 de janeiro de 2016

sobretrilhos

Revista híbrida com abordagens jornalísticas e técnicas. A circulação é controlada e dirigida a todos os segmentos de transporte de passageiros e logística. Aposta-se em uma linha editorial que vá além dos trilhos, trazendo informações e conceitos sobre infraestrutura, intermodalidade, urbanização e cidades inteligentes.

Top